psicologia hospitalar
cursos presenciais
ensino a distância
livro psi hosp
jornal virtual
publicações

 

 

 

 


 

psicologiahospitalar.net.br

INSTITUCIONAL

MISSÃO

Levar o conhecimento e autoconhecimento às pessoas, através de cursos, palestras, treinamentos, publicações, outros produtos, grupos de apoio e psicoterapia.
Nos cursos, sempre alinhar a teoria à prática para que os alunos/profissionais possam aprender e se capacitarem no manejo dos aspectos psicológicos inerentes ao adoecimento.
Na psicoterapia e nos grupos de apoio, viabilizar ao paciente um encontro de si consigo mesmo, enfrentando suas dificuldades para restabelecer-se e reestruturar-se, ampliando sua visão.


VISÃO

Contribuir para um mundo melhor através de nossos cursos, publicações, outros produtos e atendimentos psicoterápicos.
Publicar e confeccionar todo nosso material em livros, revistas, cartilhas e outros produtos.
Ser o número 1 em publicações e confecções de produtos do gênero.


VALORES

. Adicionar valor/conteúdo em todas as nossas ações.
. Oferecer sempre o melhor serviço.
. Ser ético acima de qualquer coisa.
. Honestidade ser sempre um ponto de partida e de chegada.
. Ser humilde.
. Ser sempre apaixonado pela psicologia e suas ramificações.
. Respeitar a todos os seres vivos.
. Fazer do mundo um melhor lugar para se viver.
. Oportunizar o crescimento através de nossas publicações.


HISTÓRIA

Desde muito cedo eu pensava em como poderia tornar este mundo mais justo e melhor para se viver, e dentro desta perspectiva foi todo o meu desenvolvimento pessoal.

Cursei psicologia e ainda na faculdade comecei a dedicar-me aos pacientes doentes internados em dois grandes hospitais, atendendo a crianças terminais e pacientes grandes queimados, também terminais. Para dar conta de tamanho sofrimento tive que buscar respostas internas que seriam a direção da minha profissão e o que encontrei foi um objetivo bem delineado, bem definido: já que não era possível evitar a morte, que ela não fosse tão ruim e que meus pacientes estivessem tranquilos quando sua hora chegasse, que conseguissem ser felizes apesar da doença e da internação, no tempo que ainda tivessem, sem se preocuparem com a quantidade deste tempo, vivendo tão somente a qualidade.

Como pioneira em psicologia hospitalar logo apareceram os estagiários. Diante do escasso material comecei a escrever textos que pudessem ajudar aos alunos e montei cursos de aperfeiçoamento.

A partir destes textos surgiu meu primeiro livro “Ensaios de Psicologia Hospitalar: a ausculta da alma”, 1ª edição de 2003. Este nome foi escolhido por representar o que eu experienciava nos meus atendimentos: era preciso ir além do ouvir, era preciso escutar além das palavras, era preciso auscultar com minha escuta a alma daqueles que sofriam. E “ensaios” porque o conhecimento jamais é acabado e terminado, jamais é pronto o suficiente para se ter qualquer certeza e assim estaria aberta para novas concepções ao longo da minha carreira.

Neste mesmo ano escrevi meu primeiro livro infantil, cujo tema trata de adoção e preconceitos. Seu título é “Tigrinha é Adotada”. Conta a história de uma gatinha de rua que é adotada e do quanto as pessoas têm preconceito por desconhecerem a verdade. Traz também a questão do carinho, do amor e do cuidado, tão essenciais para a felicidade. Sua tiragem foi pequena e ele continua esgotado. Mas pretendo reeditá-lo.

Os cursos foram crescendo, sempre de acordo com a demanda dos alunos, e novos cursos foram surgindo. Hoje são vários cursos e todos direcionados para o mesmo fim: a boa formação dos alunos, para que possam realizar excelentes atendimentos, levar qualidade de vida aos pacientes e seus familiares, viabilizar um encontro do paciente consigo mesmo através da terapia e estar sempre em questionamento sobre seus próprios atendimentos.

E assim, vários foram os trabalhos, sempre nascendo de uma falta. A “Psicópio: revista virtual de psicologia hospitalar e da saúde” nasceu também como meio de propagar o conhecimento, servindo de incentivo aos meus alunos para que através de suas publicações dividissem o conhecimento adquirido. Foi a primeira revista de psicologia hospitalar e da saúde virtual, sendo seu primeiro número publicado em janeiro de 2005, totalmente gratuita.

Desde minha formatura também atendo em consultório. E hoje como novo projeto tenho o Grupo de Apoio: suporte psicológico às perdas e lutos não reconhecidos, com o objetivo de abrir um espaço na sociedade onde se possa falar de tristezas e sofrimentos que ainda não são respeitados como deveriam e que acabam por isolar a pessoa, encerrando-a dentro de si mesma. O ponto de partida são aquelas pessoas que sofrem por seus animais de estimação, seja pela morte, por desaparecimento ou por doença grave deles. Mas incluo também outras perdas tão importantes quanto, como aborto, morte de ex-companheiro(a) e etc. Todos são muito bem-vindos.

Vários anos se passaram e continuo apaixonada pela psicologia e o que ela pode fazer, continuo aberta a novas perspectivas, a novos projetos e empenhada em dar minha humilde contribuição para um mundo melhor.

O meu abraço,
Susana Alamy


QUEM SOU

Susana Alamy. Psicóloga clínica e hospitalar. Psicoterapeuta. Docente Livre.
Mais detalhes sobre mim: http://www.psicologiahospitalar.net.br/susanaalamy.html
WhatsApp: (31) 99818-1779
E-mail: psicologiahospitalar@gmail.com e alamysusana@gmail.com
Blog: http://alamysusana.blogspot.com.br/

 

Voltar à página Principal


Site: http://www.psicologiahospitalar.net.br
Blog: http://alamysusana.blogspot.com.br/
E-mail: psicologiahospitalar@gmail.com
FB: https://www.facebook.com/ProfissaoPsicologo

Copyright © Susana Alamy - Todos os Direitos Reservados.